‘Dirty and Sweet’ – playlist do Gabriel da Rosa

by: Carol Teixeira -

Profile pic

“Sou um músico gaúcho inquieto que nunca conseguiu achar um espaço em que me adequasse – e talvez ainda siga procurando”. É assim que Gabriel da Rosa, guitarrista da Name The Band se define. Tocando em bandas de punk rock e derivados desde os 13 anos, se criou em em turnê e diz que é na estrada que gosta de viver. Saiu do Sul e morou em Londres e São Paulo antes de cair de amores por LA e, sim, cair na estrada de novo por lá com sua banda – sem planos de voltar pro Brasil. Voltar pra quê? A banda tá arrasando por lá, eles têm sido apontados como uma das boas novidades indies da cidade, sempre tocando nos lugares mais incríveis. A banda (que também tem como integrantes Zeh Monstro, Vini Marble e Bet-o) está prestes a lançar o disco novo, Summer Lush, que segundo ele “soa grande, soa firme, soa sincero”. Bons adjetivos pra essa playlist que ele fez exclusivamente pro blog. Delícia. E ele finalizou me contando que o mais legal é que a música ajuda muito na lembrança: “Se o sexo foi bom, e tu estava ouvindo determinada música, com certeza na próxima vez que aquela música tocar tu vai lembrar daquela pessoa instantaneamente.”

Enjoy.

Ella Fitzgerald and Louis Armstrong – They Can’t Take That Away From Me

Eu não consigo imaginar outra maneira de começar essa playlist se não com essa dupla de gênios. Elegância, sapiência e malícia fazem desse dueto único para um momento íntimo sem pressa, mas com muita intensidade envolvida.

 

Lovage – Sex (I’am)

Lovage é um dos muitos projetos de Mike Patton, eles só lançaram um disco em 2001 que se chama “Music To Make Love To Your Old Lady”, ou seja, o nome do disco já deixa claro que é só tocar e o prazer é garantido, em todos os sentidos. Essa música pra mim, casa com aquela primeira noite, não interessando muito se vai ser algo mais “violento” ou “vagarosamente amoroso”.

 

Iggy Pop – Lust for Life

Essa é a música perfeita pro sexo depois daquela noite de loucura e bebedeira, quando nenhum dos dois, (três, quatro ou quantas pessoas estiverem envolvidas) está inibido e sim pronto pra se entregar aos prazeres da vida. Só quem é “Lust for Life” sabe o quão bom isso pode ser. Thanks Iggy!

 

Arctic Monkeys – Snap Out Of It

Esse som pra mim combina com aquela transa que supostamente não era pra acontecer. Algo do tipo um dos dois não ta querendo muito por alguma razão e de repente rola, e quando acontece ela tem aquele flow gostoso, sexy, um pouco mais groovada e não tão apaixonada. Como o refrão diz “I wanna grab both your shoulders and shake baby, snap out of it”, ou seja, quando algum dos dois está na dúvida, muitas vezes é bom “Snap out of it” e aproveitar o momento.

 

T. Rex – Bang a gong (Get it on)

A música mal começa e tu já pensa, “pula em mim, faz um strip tease, me provoca que eu não te deixo em paz nas próximas horas”. Combina com algo “Dirty and Sweet” exatamente como a primeira frase da música sugere. Sussurrado porém com pegada, alisando porém apertando.


Comments