Repensando a Virilidade (ou Mais macheza por favor)

by: mufasa -

Reclamação unânime entre as mulheres ao meu redor: está faltando macheza. E não é faltando homem, não. É macheza que está faltando mesmo, a tal da virilidade que talvez tenha sido perdida na guerra dos sexos. Tanto poder feminino adquirido ao longo das últimas décadas teve como efeito colateral a perda de virilidade de alguns homens. Essa leva de mulheres fortes & independentes & arrasantes gerou uma leva de homens frouxos, sem atitude. Não que a culpa seja nossa – não é – mas foi assim que a coisa aconteceu. Cadê os arquétipos ancestrais da masculinidade, minha gente?

 

Quando falo em macheza não me refiro a um ogro sem sensibilidade – adoro homem sensível, me derreto com homem chorando e odeio machismo de qualquer espécie. Mas a questão é que o homem contemporâneo adquiriu um certo apatismo de quem conta com a atitude feminina – ficaram mal acostumados. A socióloga Camille Paglia, no livro Vampes e Vadias (minha bíblia pós feminista), escreveu que “para voltarmos a tê-los machos talvez precisássemos passar por uma dose de instabilidade nas relações sexuais”. Ela escreveu isso nos anos 90. Hoje, em 2013,  acho que o  que vivemos é exatamente essa instabilidade que ela previu.

 

Mulheres botando o pau na mesa e eles não sabendo o que fazer. Mulheres sendo superpoderosas e ao mesmo tempo sobrecarregadas com o acúmulo de tarefas e as consequências que tal poder trouxe. E daí vejo muitas ao meu redor suspirando pelo Christian Grey, do livro 50 Tons de Cinza. Não é curioso que justamente nessa fase de instabilidade nas relações sexuais as mulheres se encantem por um personagem que faz da protagonista uma submissa sexual e a cerca de proteção? Isso daria um outro texto inteiro de análise.

 

Mas o fato é que vemos com frequência um cara com uma loser (que é o que a masculinidade dele golpeada na evolução sexual pode bancar) ou acomodado numa relação insatisfatória. E mulheres incríveis com um loser (que é o cara que não tinha nada a perder e que por isso teve a coragem que o cara foda não teve). Está tudo errado, falta comunicação. Como eu já disse nessa coluna aqui, às vezes as mulheres incríveis ficam exaustas de ser incríveis. E tudo que elas querem é um macho com atitude que permita que elas se sintam um pouco mulherzinhas também (por que que isso virou quase proibido?).
Como escreveu Camille Paglia: “Eu diria para os homens: fiquem de pau duro! E para as mulheres: lidem com isso!


Comments